08 julho, 2017

# Leitura # livros

Você vai se apaixonar pela série A Seleção: Parte 1



Oi genteeeee, tudo bom?

Hoje venho falar da minha série favorita, daqueles livros que indico á todos, mas não empresto para ninguém. haha Siiiim, vou compartilhar com vocês um pouco do meu amor pela série A Seleção 💙. Como são muitos livros, vou dividi-lo em 2 partes (1 por semana).


A série completa:




Conheci a história bem por acaso mesmo, sou apaixonada pela leitura desde sempre, em um belo dia decidi procurar algo "desconhecido", um livro que quase não se via indicações ou resenhas. E assim, pela capa de A seleção me apaixonei, comprei ele no ano de 2013, estava com cerca de 1 ano de lançamento. Logo, já pulei a fila e comecei a leitura, me apaixonei logo no inicio, li tão rápido que precisava urgentemente do segundo (que ganhei de aniversário), tive que ficar na espera do lançamento do "último" e haja coração para aguentar em. O li tão intensamente que acabou muito rápido! Bom, aí como sabem a trilogia teve tanto sucesso que surgiram mais livros e tornou a melhor série de todas haha. Incluindo livros de contos!!


Começando pela trilogia, A Seleção, A Elite e A Escolha. Vamos lá? 




Trechos das sinopses:
Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China, e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças entre dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço...

(A Seleção)

A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa...
(A Elite)

America era a candidata mais improvável da Seleção: se inscreveu por insistência da mãe e aceitou participar da competição só para se afastar de Aspen, um garoto que partira seu coração. Ao conhecer melhor o príncipe, porém, surgiu uma amizade que logo se transformou em algo mais…
(A Escolha)


Como começou:
Em entrevista a revista Teen, Kiera Cass contou de onde tirou a inspiração para a história:

"A Seleção nasceu perguntando sobre os “e se” de outras histórias, principalmente Ester (da Bíblia) e Cinderela. Eu só queria saber se Ester, antes de ser enviada para o palácio para “concorrer” pelo rei, talvez gostasse “do rapaz ao lado”. Mesmo tendo perdido, ela nunca voltou para casa. Será que ela, por exemplo, estava envolvida com outra pessoa e teve que deixar esse amor morrer? Eu estava curiosa sobre o seu coração. E Cinderela, que nunca “pediu” por um príncipe. Ela “pediu” por uma noite de folga e um vestido. Nós entendemos – e desejamos – que ela tenha vivido “feliz para sempre”, mas e se esse não fosse o caso? E se isso era muito mais do que ela estava preparada para lidar? Esses dois pensamentos se fundiram em minha cabeça, e eu sabia que queria escrever uma história sobre uma garota que viria de uma origem humilde e ganharia a atenção de um príncipe, mas que ela não o queria que ele, porque ela já estava apaixonada. E eu sabia que ela iria passar por algo (o que acaba por ser a Seleção), que mostra a ela mais do mundo do que ela estava preparada para ver."





Minha visão sobre:
É perceptível que amo todos né, toda a história é completamente apaixonante. 
Começando pelos personagens que são lindos haha, e diferentemente de outros livros do gênero, há críticas ao governo, uma guerra politica. Os personagens são bastante cativantes, um importante ponto para que a leitura seja tão agradável. É fácil torcer por America e compartilhar de suas duvidas e angústias, e ainda mais fácil cair de amores pelo príncipe Maxon. Uma coisa que amei observar foi a relação entre Maxon e as selecionadas, pois apesar de sua relativa reserva, era notável como ele realmente desejava encontrar entre aquelas garotas um amor. É através dele que vemos que nem tudo na vida de uma realeza é fácil, ainda mais sendo um herdeiro.
Como um todo, esse é o típico livro que me faz virar a noite facilmente. Ele tem todos os elementos que eu gosto em uma história distópica apesar de pender um pouco mais para o romance.


 Tomei coragem para enfrentar o que estava por vir. Eu me fiz de forte. Enfrentaria o que surgisse. Quanto ao que tinha ficado para trás, decidi que era melhor assim: deixar para trás”. (America Singer)

  

"Não sei ao certo se acredito em destino. Mas posso dizer que às vezes aquilo que você mais deseja vai cruzar sua porta determinado a te evitar a qualquer custo. E, ainda assim, de algum jeito, você descobre que é suficiente para fazê-lo ficar." (Maxon Schreave)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acessos